Arquidiocese de Maputo, em Moçambique, mostra resultados do Dízimo

O MEAC acaba de receber uma correspondência enviada pelo padre José Geraldo, que é o responsável pelo setor de Pastoral do Dízimo da Arquidiocese de Maputo, em Moçambique, na África. Para permanecer fiel ao pensamento expressado por aquele sacerdote, transcrevemos, na íntegra, a carta enviada.

“Caros amigos do MEAC, partilho com vocês o relatório do Dízimo da Arquidiocese de Maputo em 2010. Mesmo que não se compare nunca com a realidade das paróquias do Brasil, para a realidade de Moçambique já é um bom passo. A Arquidiocese de Maputo já faz 5 anos da 1ª Implantação do Dízimo. Agora uma paróquia da Diocese de Lichinga já começou, uma da Diocese de Pemba também e na Diocese de Chimoio uma Paróquia está se preparando.

Em 2006 a Arquidiocese de Maputo, com a bênção do Sr. Arcebispo D. Francisco Chimoio, iniciou a Pastoral do Dízimo pelo sistema do MEAC: Missionários para a Evangelização e Animação de Comunidades. Depois de 5 anos (a completar-se a 30 de abril de 2011), podemos dizer que graças a Deus esta pastoral tem dado certo e tem sido um meio de sustentação para as nossas paróquias assim como também tem dado uma substanciosa ajuda às despesas arquidiocesanas.

A Comissão de Pastoral do Dízimo tem se esforçado para acompanhar as Paróquias na Implantação do Dízimo ou nas reanimações anuais para que continue animando as comunidades e as pessoas a sentirem-se mais Igreja como dizimistas.

Apresentamos em anexo o relatório do dízimo que as Paróquias entregaram à Arquidiocese em 2010. Sabendo-se que cada Paróquia entregou 10% do seu dízimo à Arquidiocese, entendemos que o dízimo recebido pelas paróquias tem ajudado bem a manter as atividades mensais na maioria das paróquias.

Algumas Paróquias ou Comunidades apresentam crescimento negativo. Isso não representa um ponto negativo na pastoral porque pode ser que no ano anterior a comunidade tenha tido um valor sensivelmente acima da média. Serve, porém, a última coluna para que a equipe do dízimo estude o comportamento do dízimo na Paróquia e possa assim criar mecanismos para melhorar no ano seguinte.

Para o crescimento do dízimo na Paróquia ou Comunidade é importante a prestação de contas. Portanto apresentamos o relatório arquidiocesano e solicitamos que o apresente à sua comunidade.

Deus nos abençoe a todos.

Pe. José Geraldo, pelo Sector de Pastoral do Dízimo da Arquidiocese”

Compartilhar:

Compartilhar:

Mais conteúdo

CASA DA SOGRA

Não há como fugir da curiosidade que o título aqui desperta. Por experiência, definição, ironia, crítica ou mesmo rejeição, sabemos que a casa da sogra

DEMÔNIOS QUEREM NOS DESTRUIR

Tem gente que não acredita em Deus, mas teme os demônios. Tem gente que faz pacto com demônios, mas ignoram os pactos que Deus fez

AUDIÊNCIA GERAL 24/01/24

O texto a seguir inclui também as partes não lidas que são igualmente consideradas como pronunciadas: Catequeses. Os vícios e as virtudes. 5. A avareza

O TEMPO É AGORA

O grande desafio que o cristianismo propõe ao mundo é encarar a realidade do tempo presente. Seja este bom ou ruim, o fato é que

Enviar Mensagem