MEAC de Palmeira (PR) cria COMIPA

Fiel à missão de formar evangelizadores com espírito missionário, os membros do MEAC de Palmeira, no interior do Paraná, trabalham na criação do Conselho Missionário Paroquial Nos dias 21 e 22 de janeiro aconteceu a assembléia anual do MEAC – Missionários para Evangelização e Animação de Comunidades, em Dias D’Ávila (BA). A assembléia deste ano foi especial, porque marcou os 40 anos de trabalho missionário do grupo e os 30 anos de trabalho com a implantação e animação da Pastoral do Dízimo em, praticamente, todas as dioceses e paróquias do Brasil, em diversas dioceses dos Estados Unidos e, mais recentemente, em Moçambique. De Palmeira participaram os missionários Odilmar e Rosana Franco Como compromisso, os missionários de Palmeira trouxeram a proposta de criar na paróquia o COMIPA – Conselho Missionário Paroquial. A idéia é que, com a estruturação do COMIPA, os missionários do MEAC que atuam na cidade desenvolvam um amplo trabalho de animação missionária, voltado principalmente para as lideranças das comunidades. Odilmar diz que animar é entusiasmar, dar forças, dinamizar…., e é isso que o grupo pretende fazer em Palmeira, ajudando as pessoas a trabalharem na paróquia com um novo ardor, com uma visão missionária. O COMIPA é um grupo que assume a animação missionária na paróquia, envolvendo pastorais e movimentos, para que todos vivam com espírito missionário e se abram à evangelização, tanto nas comunidades paroquiais, através das diversas pastorais, movimentos e ministérios leigos quanto na missão além-fronteiras. A exemplo da grande maioria das paróquias espalhadas pelo Brasil, em Palmeira a paróquia Nossa Senhora da Conceição é formada por 50 comunidades, sendo que mais de 40 estão localizadas na zona rural. Os missionários do MEAC comentam que “a gente até tenta trazer as lideranças para encontros de formação na sede da paróquia, mas é muito difícil. Geralmente cerca de 40 a 60 por cento das lideranças não conseguem participar. Por isso, nossa proposta é levar a formação missionária até os agentes, nas próprias comunidades”. O trabalho do COMIPA de Palmeira estará alicerçado em alguns pilares: Informação: Informar as lideranças e o povo em geral sobre a Igreja Missionária, através do jornal paroquial e a rádio AM pertencente à paróquia. Formação: A formação dos agentes será ministradas nas próprias comunidades, pois não se trata de uma formação específica, como: catequese, dízimo, etc. Trata-se de dar uma formação missionária para que os agentes das diversas pastorais, movimentos e ministérios exerçam seus trabalhos com “um renovado ardor missionário”. Esse trabalho será realizado em dias de formação que contarão com palestras, espiritualidade e animação missionária. Cooperação: A formação deve levar ao compromisso e à vivência missionária. Assim, cada pessoa missionariamente evangelizada deverá ser agente multiplicador, incentivando a prática da oração, do estudo da Palavra e do anúncio; deve despertar o compromisso missionário de leigos, religiosos, seminaristas e sacerdotes; Incentivar o surgimento de vocações missionárias, lembrando que “o amor é e permanece o verdadeiro motor da missão”. (Rm 60). Os missionários apresentaram ao pároco de Palmeira, padre José Airton de Oliveira a proposta de criação do COMIPA e receberam dele todo o apoio para esse empreendimento.

Compartilhar:

Compartilhar:

Mais conteúdo

Enviar Mensagem