Nossa justificação vem da graça de Deus

A graça é o favor, o socorro gratuito que Deus nos dá para responder a seu convite: tornar-nos filhos de Deus, filhos adotivos, participantes da natureza divina, da Vida Eterna. Que maravilha!!! A graça é uma participação na vida divina; introduz-nos na intimidade da vida trinitária. Pelo batismo, o cristão tem parte na graça de Cristo, cabeça de seu corpo. Como “filho adotivo”, pode doravante chamar a Deus “Pai”, em união com o Filho único. Recebe a vida do Espírito que nele infunde a caridade e forma a Igreja A graça de Cristo é o dom gratuito que Deus nos faz de sua vida infundida pelo Espírito Santo em nossa alma, para curá-la do pecado e santificá-la; trata-se da graça santificante ou deificante, recebida no Batismo. Em nós ela é a fonte da obra santificadora. Sendo de ordem sobrenatural, a graça escapa à nossa experiência e só pode ser conhecida pela fé. Não podemos, portanto nos basear em nossos sentimentos ou em nossas obras para daí deduzir que estamos justificados e salvos. No entanto, segundo a palavra do Senhor: “É pelos seus frutos que os reconhecereis”, a consideração dos benefícios de Deus em nossa vida e na dos santos nos oferce uma garantia de que a graça está operando em nós e nos incita a uma fé sempre maior e a uma atitude de pobreza confiante: Acha-se uma das mais belas ilustrações desta atitude na resposta de Sta. Joana d’ Arc a uma pergunta capciosa de seus juízes eclesiásticos: “Interrogada se sabe se está na graça de Deus, responde: ‘Se não estou, que Deus me queira pôr nela; se estou, que Deus nela me conserve'”. Joaquim Dumont Missionário MEAC

Compartilhar:

Compartilhar:

Mais conteúdo

Enviar Mensagem