Em discussão documento que trata de questões agrárias

A Comissão Episcopal para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz promove nesta segunda-feria, 02/04, na sede da CNBB a reunião de um grupo de especialistas que está revisando o texto de estudo sobre a questão agrária. O trabalho é coordenado pelo presidente da comissão, dom Guilherme Werlang, com o apoio do presidente da Comissão Pastoral da Terra, dom Enemésio Angelo Lazzaris, e do arcebispo de Feira de Santana, dom Itamar Vian. Também participam representantes de movimentos sociais ligados à questão agrária. De acordo com dom Itamar, este grupo trabalha desde 2008 neste texto, que foi aprovado para estudos pelos bispos na Assembleia Geral de 2010. “Agora, a presidência da CNBB quer que seja nomeada uma comissão para que este texto de estudos possa, talvez em 2013, ser aprovado como documento oficial dos bispos do Brasil”. A equipe que vai elaborar a versão definitiva do documento ainda deverá ser nomeada. “O grupo que está reunido em Brasília tenta indicar ou sugerir nomes para esta equipe”, explica dom Itamar. Ele explica que já na próxima Assembleia dos Bispos, marcada para os dias 17 a 26 de abril em Aparecida/SP, será feita uma apresentação breve do texto que está em estudos, aguardando as contribuições das dioceses. O último Documento da Conferência sobre este assunto foi publicado em 1980 (Doc. 17 – Igreja e Problemas da Terra). “Há uma expectativa muito grande por parte dos agricultores, dos trabalhadores e lideranças em vista daquilo que um novo documento como esse pode provocar: um estudo e um debate nacional sobre questões tão importantes a reforma agrária, o meio ambiente, e os quilombolas, por exemplo”, concluiu o bispo.

Compartilhar:

Compartilhar:

Mais conteúdo

AUDIÊNCIA GERAL 28/02/24

O texto a seguir inclui também as partes não lidas que são igualmente consideradas como pronunciadas: Catequeses. Os vícios e as virtudes. 9. A inveja

É BOM ESTARMOS AQUI

Algo que dá sentido à vida humana é a compreensão de quanto esta é bela. Melhor ainda quando essa descoberta vem acompanhada por uma revelação

AMIZADE E FRATERNIDADE

Parece-me um tanto forçado o termo Amizade Social num contexto de fraternidade cristã. Porque a boa notícia que nos trouxe os Evangelhos é exatamente o

AUDIÊNCIA GERAL 14/02/24

O texto a seguir inclui também as partes não lidas que são igualmente consideradas como pronunciadas: Catequeses. Os vícios e as virtudes. 8. A acídia

Enviar Mensagem