Reflexões

Pesquisar

Últimas Reflexões

VEM E SEGUE-ME

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Um dos chamamentos mais intrigantes da vida cristã é o título que nos inspira. Dois verbos, duas ações. Não basta ir; é preciso seguir. Não basta “rodear” a pessoa de Jesus; é preciso se colocar a seu lado, seguir seus passos, aceitar os riscos de seus caminhos...
Multidões acorreram até Jesus, rodearam-no maravilhados pela sua prédica, pelas propostas revolucionárias de que era portador, pelos milagres que visualizaram. Multidões ainda continuam a cercar Jesus, principalmente nos dias de hoje, quando ameaças físicas, morais, sociais ou alhures fazem da vida moderna um turbilhão de decepções e um manancial de insegurança em todos os sentidos. A esperança, hoje, se busca em qualquer lugar, inclusive aos pés do Senhor. Assim se explica o fenômeno das seitas e religiões ditas messiânicas que engrossam seus contingentes na promessa de curas e vida longa, de prosperidade e sucesso no amor, de infindáveis prodígios “em nome do Senhor Jesus”.
Mas quantos se predispõem a seguí-lo, verdadeiramente? Quantos aceitarão os desafios da via crucis, o caminho estreito e pedregoso de seu seguimento? Esta é a proposta. Este é o segredo da felicidade, a chave dos mistérios, da realização pessoal que muitos buscam, mas pouquíssimos encontram.
  • Seguir Jesus é seguir os passos do sucesso verdadeiro.
  • Seguir Jesus é realizar-se plenamente na vida.
  • Seguir Jesus é largar para trás as redes do fracasso e arrastar pela vida uma malha repleta... de felicidade plena.
Não se conquista um amigo apenas observando e admirando suas obras. Ele só dará valor à sua amizade quando você, juntamente com ele “arregaçar as mangas” e colocar os pés na estrada que ambos têm pela frente. Neste aspecto, o convite de Jesus é que sejamos seus companheiros nesta jornada. Um privilégio que muitos cristãos ainda não perceberam ou hesitam em aceitar por pura insegurança na fé, infantilidade no espírito, comodismo pessoal.

Pobres ouvintes e admiradores! Nunca entenderão plenamente a alegria de sua fé, pois saboreiam apenas uma substância e deixam de lado a essência de sua vida espiritual, o conhecimento pleno do companheiro que deseja caminhar com eles. É preciso repetir o apelo de Jesus: “Convertam-se, porque o Reino de Deus está próximo”. Mais próximo do que imagina nossa vã sabedoria: está dentro de cada um de nós. Basta encontra-lo, seguindo os passos de nosso mestre.

Usar dessa metodologia puramente cristã soa a muitos como palavras vazias da realidade, pois que nos dias de hoje poucos se dão ao trabalho de seguir os passos de uma referência humana. Já não mais se acredita em modelos de vida. A decepção que muitos líderes têm causado travestidos em seus falsetes de interesses meramente pessoais está corroendo drasticamente o mais puro sentimento humano: a confiança mútua. O ser humano não mais confia em seu semelhante. O cada um por si toma conta. O Deus por todos..., bem, esse que se cuide para não acabar sozinho.

Pessimismo à parte, eis que retomo hoje o chamado mais que especial que só um mestre por excelência teima em nos fazer. Vem e segue-me, mais que um desafio, é a voz troante do único líder isento de suspeição que ainda nos resta. Se todas as outras vozes, da filosofia, cultura, ciência, religiosidade, política ou mesmo esportiva, já não tocam nossa alma com a paixão de outrora; se muitas vozes apenas retumbam em seus ouvidos mas não penetram seu coração calejado de decepções, uma única ainda resta. Tire a cera de sua audição entorpecida. Abra as portas de seu coração desiludido. Ouça, veja! Ele ainda teima em nos chamar. E pelo nosso próprio nome.

WAGNER PEDRO MENEZES
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.