No signo da esperança, México aguarda Bento XVI

León (RV) – Passados cinco anos de sua primeira visita à América Latina – quando esteve no Brasil, em maio de 2007 –, Bento XVI volta ao “continente da esperança” no âmbito da 23ª Viagem Apostólica Internacional de seu Pontificado. Como Sucessor de Pedro, vem confirmar os irmãos latino-americanos na fé “para proclamar neste solo a Palavra de Cristo e para reforçar a convicção de que este é um tempo precioso para evangelizar com fé vigorosa, esperança viva e caridade ardente”. Nas pegadas de seu imediato predecessor inicia esta viagem – que depois o levará a Cuba – começando pelo México, cinco vezes visitado por João Paulo II, sendo o país mais visitado pelo Papa Wojtyla depois da sua Polônia, aonde voltou 8 vezes como Pontífice. Segundo Sucessor de Pedro a vir a este grande país da América Latina, qual peregrino da esperança Bento XVI vem ao México para esta visita pastoral que tem como tema “Juntos na esperança, discípulos de Jesus”, no signo da grande “Missão Continental”, projeto de animação missionária oriundo da Conferência de Aparecida que busca fazer de todos os fiéis discípulos e missionários de Jesus Cristo. No âmbito das celebrações pelo bicentenário de independência do México, Bento XVI visita a Arquidiocese de León – no Estado de Guanajuato –, situada ao norte da capital federal, Cidade do México. É considerada a região mais católica do país, 94% dos mexicanos de Guanajuato se professam católicos. Unindo-se a seus compatriotas de toda a nação e aos demais latino-americanos de países vizinhos que aqui vieram para ver e ouvir o Sucessor de Pedro, os habitantes de Guanajuato esperam Bento XVI para uma demonstração de fé e devoção, de alegria e festa. Feliz por receber pela primeira vez o Sucessor de Pedro, Guanajuato espera também fazer uma demonstração de hospitalidade e serviço, de identidade local e orgulho regional, de organização e logística – destaca a imprensa local. De fato, o Prefeito de León, Ricardo Sheffield, convida seus concidadãos a saírem às ruas para presenciar a visita de Bento XVI, “porque se trata de um evento que dificilmente se repetirá”, ressalta. O primeiro cidadão desse importante município industrial e centro universitário afirma que em León será garantida uma cidade segura e em harmonia para todos os visitantes. Um cordão de 100 km será formado por todo o trajeto da chegada do Papa – destaca a imprensa local -, que se estenderá do Aeroporto Internacional de Guanajuato, em León, até o Colégio Santíssima Virgem de Miraflores, onde o Santo Padre ficará hospedado durante sua permanência no México. De fato, 165 mil voluntários jovens de grupos católicos – como testemunho e esperança – formarão um cordão humano que ladeará o percurso que o Pontífice fará de papamóvel. E a partir desta quinta-feira, o Estado Maior Presidencial e a Guarda Suíça assumem o controle total do Colégio Miraflores de León. Efetivos da Polícia Federal cercam as imediações da instituição educacional, a fim de garantir a maior segurança e tranquilidade possível ao Papa. Nas adjacências, faixas comemoram a visita do Santo Padre. Igualmente, nas casas diante do Colégio Miraflores dominam o branco e amarelo, cores da bandeira vaticana.

Compartilhar:

Compartilhar:

Mais conteúdo

Enviar Mensagem