Pontifício Conselho para os Leigos lança campanha pela vida

Cidade do Vaticano (RV) – Com o lema “Um de nós”, o Pontifício Conselho para os Leigos (PCL), presidido pelo Cardeal Stanislaw Rylko, lançou uma importante iniciativa para defender a vida dos nascituros na Europa. Em sua luta por dar voz “aos que não tem”, através do seu site oficial, o organismo vaticano informou que no dia 11 de maio apresentou junto à União Européia uma petição a favor do reconhecimento da dignidade humana e do direito à vida de todo ser humano. O Pontifício Conselho para os Leigos propôs que a vida dos “nascituros”, deve ser respeitada no âmbito legal a partir do primeiro instante da concepção. Para que a iniciativa seja aceita, a Igreja deve reunir no prazo de um ano, ou seja, até 11 de maio de 2013, um milhão de assinaturas. Os assinantes devem ser de cidadãos pertencentes a um estado europeu. O dicastério vaticano explicou que a União Européia “não pode mudar as leis dos estados nas matérias que se referem à vida nascente, mas pode, por si mesmo, comportar-se de modo coerente com o princípio da igualdade de dignidade de cada ser humano a partir da concepção em todas as atividades que desenvolve diretamente, investigação científica, ajuda ao desenvolvimento, saúde”. Para a coleta de assinaturas, os organizadores criaram um Comitê formado por 41 representantes de 21 movimentos pró-vidas de 20 nações distintas. Os organizadores têm como objetivo superar o milhão de assinaturas e suscitar a participação de todos os 27 estados europeus naquilo que “veem não somente como uma necessidade, mas como uma urgência”. A iniciativa, além disso, propõe uma novidade, a missão “ad gentes”: A coleta de assinaturas será acompanhada de numerosas atividades educativas e culturais marcadas pela unidade e a colaboração de todas as associações e movimentos cristãos que queiram se unir de toda a União Europeia. (SP)

Compartilhar:

Compartilhar:

Mais conteúdo

Enviar Mensagem