Semana Missionária mostra projetos de evangelização

Viver e ministrar o acolhimento restaurador como fundamento do anúncio de Jesus. Esse é o carisma da Comunidade Católica Santos Anjos, localizada em Itaipu, no município de Niterói (RJ). A Nova Comunidade, que tem o reconhecimento diocesano, foi fundada em 1993. Ao celebrar 20 anos de missão, a Obra reúne cerca de 100 membros em seis cidades na arquidiocese de Niterói. Nesta terça-feira (16), os cerca de 40 jovens membros da Juventude Missionária (JM), ligados às Pontifícias Obras Missionárias (POM) do Chile, Uruguai, Paraguai, Bolívia, e Angola, que participam da Semana Missionária na cidade de São Gonçalo (RJ), fizeram uma visita à Comunidade Santos Anjos para conhecer o seu carisma e missão. “Eu e minha esposa Lívia éramos da pastoral familiar. Encontramos a Renovação Carismática, a parte missionária, e começamos a trabalhar em missões em alguns lugares e situações”, explica Paulo Diniz, fundador da comunidade. “Com isso, sentimos a necessidade de começar uma Nova Comunidade. Fazemos um trabalho de evangelização nas paróquias, vamos ao encontro das pessoas e as próprias pessoas vêm ao nosso encontro”. Após a visita, os jovens peregrinos, seguiram até a paróquia São Sebastião de Itaipu, que acolhe 70 poloneses. Segundo o padre Casimiro Pac, a paróquia, uma das mais antigas do Rio de Janeiro, estava esperando 1.200 peregrinos para a JMJ. “Não importa a quantidade, mas a qualidade. Esperamos que esta Semana Missionária deixe a marca em nós de como trabalhar, evangelizar e sofrer juntos”, afirma padre Casimiro. A última etapa da programação do dia foi um passeio pelas praias de Niterói onde os peregrinos tiveram um momento de lazer e interação. De volta a São Gonçalo, a celebração Eucarística na igreja Matriz encerrou mais um dia. A Semana Missionária acontece em quase todas as dioceses do Brasil como preparação para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio 2013), que acontece de 23 a 28 de julho. A programação inclui três momentos: atividades culturais, espiritualidade e solidariedade missionária; e é realizada também nas dioceses que não têm a presença de jovens estrangeiros. Os peregrinos estrangeiros foram acolhidos em mais de 150 cidades do Brasil.

Compartilhar:

Compartilhar:

Mais conteúdo

Enviar Mensagem