Pontifício Conselho para os Leigos lança campanha pela vida

Cidade do Vaticano (RV) – Com o lema “Um de nós”, o Pontifício Conselho para os Leigos (PCL), presidido pelo Cardeal Stanislaw Rylko, lançou uma importante iniciativa para defender a vida dos nascituros na Europa. Em sua luta por dar voz “aos que não tem”, através do seu site oficial, o organismo vaticano informou que no dia 11 de maio apresentou junto à União Européia uma petição a favor do reconhecimento da dignidade humana e do direito à vida de todo ser humano. O Pontifício Conselho para os Leigos propôs que a vida dos “nascituros”, deve ser respeitada no âmbito legal a partir do primeiro instante da concepção. Para que a iniciativa seja aceita, a Igreja deve reunir no prazo de um ano, ou seja, até 11 de maio de 2013, um milhão de assinaturas. Os assinantes devem ser de cidadãos pertencentes a um estado europeu. O dicastério vaticano explicou que a União Européia “não pode mudar as leis dos estados nas matérias que se referem à vida nascente, mas pode, por si mesmo, comportar-se de modo coerente com o princípio da igualdade de dignidade de cada ser humano a partir da concepção em todas as atividades que desenvolve diretamente, investigação científica, ajuda ao desenvolvimento, saúde”. Para a coleta de assinaturas, os organizadores criaram um Comitê formado por 41 representantes de 21 movimentos pró-vidas de 20 nações distintas. Os organizadores têm como objetivo superar o milhão de assinaturas e suscitar a participação de todos os 27 estados europeus naquilo que “veem não somente como uma necessidade, mas como uma urgência”. A iniciativa, além disso, propõe uma novidade, a missão “ad gentes”: A coleta de assinaturas será acompanhada de numerosas atividades educativas e culturais marcadas pela unidade e a colaboração de todas as associações e movimentos cristãos que queiram se unir de toda a União Europeia. (SP)

Compartilhar:

Compartilhar:

Mais conteúdo

CASA DA SOGRA

Não há como fugir da curiosidade que o título aqui desperta. Por experiência, definição, ironia, crítica ou mesmo rejeição, sabemos que a casa da sogra

DEMÔNIOS QUEREM NOS DESTRUIR

Tem gente que não acredita em Deus, mas teme os demônios. Tem gente que faz pacto com demônios, mas ignoram os pactos que Deus fez

AUDIÊNCIA GERAL 24/01/24

O texto a seguir inclui também as partes não lidas que são igualmente consideradas como pronunciadas: Catequeses. Os vícios e as virtudes. 5. A avareza

O TEMPO É AGORA

O grande desafio que o cristianismo propõe ao mundo é encarar a realidade do tempo presente. Seja este bom ou ruim, o fato é que

Enviar Mensagem