Testemunho Pe Rodrigo

Raposo, 22 de agosto de 2011.

Eu, Pe. Rodrigo Henrique Pinto Mello, membro do clero da Diocese de Campos dos Goytacazes/RJ, onde no início do meu ministério sacerdotal tive a oportunidade de fundar uma paróquia. Árdua e frutuosa tarefa que envolveu a construção de uma igreja com cerca de 800m2 e que foi erigida fundamentalmente com o dízimo da comunidade. Nesta época tive a presença dos missionários do MEAC naquela comunidade, bem como no momento em que estive como Diretor Espiritual da Comissão Diocesana do Dízimo, nos Encontros Diocesanos do Dízimo.

Após Campos, estive em Itaperuna, na Paróquia São José do Avahy, onde o Projeto Diocese 100% Dizimista já estava bem implantado e aí o trabalho foi de conservação e também ampliação.

Desde o início do ano estou à frente da Reitoria de Santo Antônio, em Raposo, distrito de Itaperuna, onde encontrei uma equipe do dízimo recentemente estruturada, com toda boa vontade, busca de conhecimento e organização, além de uma comunidade semelhante a um terreno fértil pronto para a semeadura e colheita.

Dentro desse contexto, me é apresentada pela referida equipe a proposta da vinda do missionário Joaquim Accioly à nossa comunidade para dois momentos: formação doscomponentes da Pastoral do Dízimo e, posteriormente, Celebração da Partilha com a comunidade. E foi exatamente o que se sucedeu. Tudo decorreu da melhor maneira possível e o material do MEAC distribuído para a comunidade também foi de grande valia, de modo que no próprio mês da Celebração (julho) já pudemos considerar uma participação muito mais efetivada comunidade no tocante ao dízimo, em média de 7.080,00 para 10.723,25 e ofertas  da média de 2.202,00 para 6.906,00 conforme se vê no relatório anexo.

Sabemos que a semente semeada requer cultivo para que possa germinar, florescer e frutificar, e é o que estamos procurando fazer em nossa comunidade. Um planta, outro rega, mas é Deus quem faz crescer, por isso queremos continuar fazendo tudo como se tudo dependesse de nós, mas confiando como se tudo dependesse exclusivamente de Deus.

 Por tudo e por todos Deus seja louvado!

Compartilhar:

Compartilhar:

Mais conteúdo

CASA DA SOGRA

Não há como fugir da curiosidade que o título aqui desperta. Por experiência, definição, ironia, crítica ou mesmo rejeição, sabemos que a casa da sogra

DEMÔNIOS QUEREM NOS DESTRUIR

Tem gente que não acredita em Deus, mas teme os demônios. Tem gente que faz pacto com demônios, mas ignoram os pactos que Deus fez

AUDIÊNCIA GERAL 24/01/24

O texto a seguir inclui também as partes não lidas que são igualmente consideradas como pronunciadas: Catequeses. Os vícios e as virtudes. 5. A avareza

O TEMPO É AGORA

O grande desafio que o cristianismo propõe ao mundo é encarar a realidade do tempo presente. Seja este bom ou ruim, o fato é que

Enviar Mensagem