Vaticano muda a imagem das Comunicações

Cidade do Vaticano (RV) – O Vaticano anunciou na manhã desta terça, 22, duas importantes nomeações no campo das comunicações: Bento XVI designou o Monsenhor italiano Dario Edoardo Viganó como Diretor do Centro Televisivo Vaticano (CTV), cargo até agora ocupado pelo Diretor da Rádio Vaticano, Padre Federico Lombardi. O Pontífice também nomeou o leigo Angelo Scelzo, atual vice-secretário do Pontifício Conselho das Comunicações Sociais como vice-diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé. Mons. Dario Edoardo Viganó, 51 anos, pertence ao clero da arquidiocese de Milão e é professor do Instituto Pastoral “Redemptor Hominis” da Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma. O Centro Televisivo Vaticano (CTV) foi criado em 1983 e tem como missão difundir com imagens o Evangelho, o ministério pastoral do Pontífice e as atividades da Santa Sé. Programa uma média anual de 200 eventos ao vivo, entre celebrações na Praça São Pedro, na Basílica de São Pedro, na Sala Paulo VI, audiências públicas do Papa e Angelus dirigidos pelo Pontífice. Desde 2010 transmite integralmente em alta definição, medida adotada – segundo explicou Pe. Lombardi na época – para adequar-se aos tempos, pois “se não o fizéssemos, a imagem do Papa sairia gradualmente do mundo televisivo nos próximos anos”. Pe. Federico Lombardi, 70 anos, jesuíta, continua dirigindo a Sala de Imprensa da Santa Sé e a Rádio Vaticano.

Compartilhar:

Compartilhar:

Mais conteúdo

É BOM ESTARMOS AQUI

Algo que dá sentido à vida humana é a compreensão de quanto esta é bela. Melhor ainda quando essa descoberta vem acompanhada por uma revelação

AMIZADE E FRATERNIDADE

Parece-me um tanto forçado o termo Amizade Social num contexto de fraternidade cristã. Porque a boa notícia que nos trouxe os Evangelhos é exatamente o

AUDIÊNCIA GERAL 14/02/24

O texto a seguir inclui também as partes não lidas que são igualmente consideradas como pronunciadas: Catequeses. Os vícios e as virtudes. 8. A acídia

 A CRENÇA NOS MILAGRES

É impressionante, mas bem antes de Jesus, desde sempre e até os dias atuais, basta um farfalhar, um burburinho qualquer anunciando milagres… lá está o

Enviar Mensagem