Visita do Papa ao Brasil é tema de debate entre Cardeal e Rabino

a véspera da chegada do Papa Francisco ao País, a Confederação Israelita do Brasil (Conib) e a Comissão Nacional de Diálogo Religioso Católico-Judaico (DCJ) da CNBB promoverão em 10 de julho, em São Paulo, um debate entre o cardeal dom Odilo Scherer, arcebispo metropolitano de São Paulo, e o rabino Michel Schlesinger, da Congregação Israelita Paulista. Eles abordarão a visita do pontífice ao Brasil, bem como os 50 anos de diálogo católico-judaico, como resultado do Concílio Vaticano 2º, convocado pelo Papa João 23 e inaugurado em outubro de 1962. A aproximação entre as duas comunidades recebeu um grande incentivo com a publicação da Declaração Nostra Aetate, durante o Concílio, que afirma em seu parágrafo quarto: “Sendo assim tão grande o patrimônio espiritual comum aos cristãos e aos judeus, este sagrado Concílio quer fomentar e recomendar entre eles o mútuo conhecimento e estima, os quais se alcançarão, sobretudo por meio dos estudos bíblicos e teológicos e com os diálogos fraternos”. A Comissão Nacional de Diálogo Religioso Católico-Judaico (DCJ) foi criada pela CNBB em 1981 para articular, no País, o diálogo religioso entre católicos e judeus, e é apoiada pela Conib. O rabino Schlesinger é o representante da entidade na DCJ. A mediação do debate será do ator Dan Stulbach. O evento ocorrerá no Cine Livraria Cultura Sala 1, no Conjunto Nacional, em São Paulo, e tem o apoio da Arquidiocese de São Paulo, da Casa da Reconciliação, da Congregação Israelita Paulista, do Instituto Vladimir Herzog e da Livraria Cultura. O cardeal e o rabino estarão disponíveis para conversar com a imprensa das 19h às 19h30, no Cine Livraria Cultura Sala 2. O debate, que será realizado na Sala 1, às 19h30, é direcionado ao público em geral. A imprensa poderá filmar e fotografar.

Compartilhar:

Compartilhar:

Mais conteúdo

É BOM ESTARMOS AQUI

Algo que dá sentido à vida humana é a compreensão de quanto esta é bela. Melhor ainda quando essa descoberta vem acompanhada por uma revelação

AMIZADE E FRATERNIDADE

Parece-me um tanto forçado o termo Amizade Social num contexto de fraternidade cristã. Porque a boa notícia que nos trouxe os Evangelhos é exatamente o

AUDIÊNCIA GERAL 14/02/24

O texto a seguir inclui também as partes não lidas que são igualmente consideradas como pronunciadas: Catequeses. Os vícios e as virtudes. 8. A acídia

 A CRENÇA NOS MILAGRES

É impressionante, mas bem antes de Jesus, desde sempre e até os dias atuais, basta um farfalhar, um burburinho qualquer anunciando milagres… lá está o

Enviar Mensagem